• Orca Taguatinga
    QS. 01 - Rua 212 - Lotes 19 e 21 St. de Concessionárias
    Geral Concessionária
    (61) 2106-6000
    Agendamento de Serviços na Oficina
    (61) 4042-1391
    WhatsApp Agendamento de Serviços
    (61) 9 8169-7062
    Vendas de Veículos Novos
    (61) 4042-1387
    WhatsApp Vendas de Veículos Novos
    (61) 9 8169-7062
    Vendas de Veículos Seminovos
    (61) 4042-1399
    WhatsApp Vendas de Veículos Seminovos
    (61) 9 8169-7062
    Vendas de Peças
    (61) 2106-6040
    Consórcio
    (61) 2101-0080
Spin 2018
QUERO SABER MAIS
Cobalt 2018
QUERO SABER MAIS
Prisma 2018
QUERO SABER MAIS
Onix 2018
QUERO SABER MAIS
S10 Cabine Dupla Diesel 2017
QUERO SABER MAIS
S10 Cabine Dupla Flex
QUERO SABER MAIS
Spin 2017
QUERO SABER MAIS
Montana 2018
QUERO SABER MAIS
S10 Cabine Simples 2017
QUERO SABER MAIS
Trailblazer 2017
QUERO SABER MAIS
Nova Tracker 2017
QUERO SABER MAIS
Cruze Sport6 2017
QUERO SABER MAIS
Prisma 2017
QUERO SABER MAIS
Onix 2017
QUERO SABER MAIS
Cruze Sedan 2017
QUERO SABER MAIS

Blog da Orca

Seguro de veículos: conheça os 6 erros mais comuns na hora da contratação

Postado em 15/06/2017

Quando adquirimos um carro, um sonho de consumo se realiza. No entanto, junto a isso, surgem também preocupações em manter esse bem que você acabou de comprar protegido: a contratação de um bom seguro de veículos é extremamente necessária!

Mas será que é tão simples escolher uma seguradora? O que você deve fazer para não errar na sua escolha? Para que o proprietário não caia em ciladas e não sofra decepções no futuro, é prudente se cercar de alguns cuidados antes de fechar qualquer negócio.

Pensando nisso, fizemos uma relação dos erros mais comuns ao se fazer o seguro de veículos. Acompanhe!

1. Não contar com um corretor de confiança

Antes de contratar qualquer profissional ou seguradora, procure saber, com antecedência, se as referências são boas ou não.

É muito comum que as pessoas contratem esse serviço por meio de centrais de atendimento ou preenchimento de formulários online — muitas vezes sem sequer saber a reputação dessas empresas no mercado.

Busque um local com recomendações de seus conhecidos e com o qual você possa contar com profissionais competentes, de forma que lhe atendam de uma maneira satisfatória para os devidos esclarecimentos no que diz respeito ao contrato.

2. Ter pressa ao contratar o seguro

A pressa é inimiga da perfeição. Por isso, quando contratamos um seguro, tudo deve ser avaliado e, de preferência, sem correrias. Afinal, isso envolve valores a serem pagos anualmente, e coberturas específicas de acordo com as necessidades de cada um.

Antes de fechar o negócio, informe-se sobre tudo: valores, coberturas as quais terá direito, custo-benefício, se há facilidades na comunicação com a seguradora, entre outros.

3. Omitir informações

Quando buscamos um seguro, o interesse maior deve ser que ele atenda às nossas necessidades. Por isso, tudo deve ser informado ao corretor: qualquer informação importante que você deixe de fornecer no momento do negócio pode lhe prejudicar no futuro.

Assim, pense bem antes de omitir dados por conta de uma redução nos custos do seguro. Se algo acontecer — como acidentes e roubos — e essas informações forem descobertas, você perde o direito a qualquer resgate que haja no contrato.

A dica é contar tudo: horários em que o carro mais rodará, quem realmente usará o veículo, etc. Assim, você protegerá seu patrimônio e não terá nenhum prejuízo!

4. Não negociar o valor do seguro de veículos

É bem comum que alguns proprietários de automóveis, ao fazerem seus seguros, não tentem negociar com a seguradora. O preço das coberturas podem ser relativizados com o corretor até que se chegue a um valor viável para as duas partes.

Tente sempre negociar: você pode se surpreender positivamente com os resultados alcançados!

5. Não se interessar pelo valor da franquia

O seguro é feito mediante um pagamento anual — que pode ser pago à vista ou em parcelas — e, muitas vezes, é isso o que mais interessa ao contratante. No entanto, no caso de acidente, o gasto mensal pode ser muito maior.

Se alho ocorrer com o carro, ele terá que desembolsar um valor predeterminado no contrato — a franquia. Daí a importância de tudo ser muito bem esclarecido antes do fechamento do negócio!

6. Não avaliar o que o seguro não cobre

Antes de fechar o negócio com qualquer seguradora, saiba quais são os itens que o seguro não cobre. Existe um tópico no contrato chamado “Exclusão”: leia-o bem e entenda quais itens são esses. É possível que algum deles seja importante para você e, nesse caso, é possível negociar.

E você, o que achou deste artigo sobre os erros ao contratar seguro de veículos? Se você gostou e quer ficar por dentro de outros assuntos como este, curta, então, nossa página no Facebook!

Deixe um comentário

Você pode se interessar

por esses artigos