Blog da Orca

Afinal, qual o momento certo de trocar o óleo do carro?

Quem nunca foi abastecer o carro e se deparou com o frentista perguntando: “tudo certo com a água e o óleo?”. ​Essa curiosidade tem uma razão de existir, afinal, tratam-se de dois componentes essenciais para o bom funcionamento do motor.

Enquanto a água esfria, o óleo lubrifica as engrenagens e permite que as peças façam seus movimentos livremente. Trocar o óleo do carro, portanto, é uma das manutenções periódicas mais importantes que o motorista deve fazer em seu veículo — mas nem todo mundo dá o devido valor a este procedimento!

Se você tem dúvidas ou não sabe o momento certo de trocar o óleo do carro, não se preocupe: este post foi produzido pensando em você. Confira nosso guia e tire todas as suas dúvidas!

1. Meça o óleo

Fazer a checagem é o primeiro passo para saber se chegou a hora de trocar o óleo do carro. Este procedimento é igual ao feito pelo frentista: retire a vareta indicativa de seu compartimento e limpe-a.

Depois, retorne a vareta ao seu lugar de origem e cheque até onde o óleo marcou o plástico. Feito isso, confira se o nível está entre as duas barras. Caso esteja, tudo certo! Mas, se estiver baixa, é chegada a hora de completar (ou trocar).

Para não medir de maneira imprecisa, espere 5 minutos com o carro desligado. Este é o tempo necessário para que o óleo volte ao nível certo.

2. Confira o manual de seu veículo

O carro possui um livreto de instruções por uma simples razão: você precisa dele para conferir informações sobre o funcionamento do motor e de diversos outros aspectos. Nele, o motorista encontrará dados importantes, como a quilometragem certa para a troca do óleo e o tipo de lubrificante que deve ser utilizado. Não deixe de conferir tudo isso!

3. Marque em sua agenda

Os fabricantes recomendam que o óleo e o filtro sejam substituídos a cada 6 meses de uso — e você, provavelmente, encontrará essa informação no manual do veículo, como orientamos. Mas, mesmo que seu carro ainda não tenha atingido a quilometragem limite do lubrificante, não deixe de fazer a troca após meio ano de uso!

4. De olho nas etiquetas

A cada troca de óleo, é colocado um novo adesivo com a data e a quilometragem do carro no momento da manutenção. Esta etiqueta é um lembrete para que o motorista não perca de vista esses dois dados importantes. Se tiver dúvidas sobre o momento da manutenção, basta dar uma olhada rápida no canto de seu vidro, portanto.

5. Atente-se à mostra de óleo da vareta

OK, sabemos que você não é um expert em mecânica, mas é possível saber se há algo de errado com o lubrificante só de olhar e tocar nele! Quer saber como?

Quando ele está com uma textura muito líquida, semelhante a uma água preta, significa que o fluido perdeu a viscosidade necessária — e chegou a hora de trocá-lo. Basta testar um pouco com os dedos para ter essa percepção.

O mesmo serve para a sujeira no lubrificante: quando ele está muito turvo (lembre-se que, ao ser inserido no carro, sua coloração lembra a de um mel mais escuro) é melhor trocar.

6. Preste atenção no painel do seu carro

Alguns modelos de veículos possuem uma luz indicativa de troca de óleo. Ela se acende quando o lubrificante já está muito desgastado ou com nível baixo. Fique esperto com as informações de seu painel e, se a luz acender, procure logo uma assistência técnica.

Essas são algumas dicas para descobrir quando trocar o óleo do carro. Lembre-se de que um pouco de conhecimento evita problemas mais sérios, prejuízos para o seu veículo e para o seu bolso!

​E aí, quer receber mais dicas de manutenção e as novidades do mercado automotivo? Então não deixe de assinar a nossa newsletter e receber tudo em primeira mão!