Blog da Orca

Como funciona um motor de carro: 5 curiosidades

Os veículos de passeio se tornaram tão comuns em nosso dia a dia que muitas vezes sequer pensamos em toda a tecnologia que envolve o seu funcionamento mecânico e elétrico. São diversos componentes que atuam em total harmonia, para que as pessoas rodem com o máximo de segurança e precisão.

 

O expoente máximo dessa evolução certamente é o motor. Verdadeiro coração dos automóveis, é ele que gera a força e faz com que você chegue rapidamente ao seu destino. Quer descobrir como ele funciona e saber algumas curiosidades incríveis que você não conhecia? Então confira o post a seguir:

Conceito básico

Pode parecer um absurdo, mas muita gente não entende o conceito básico nem como funciona um motor de carro. Sua função primordial é transformar combustível (gasolina, álcool, diesel, etc.) em energia suficiente para mover um carro (que normalmente pesa em torno de uma tonelada).

Isso ocorre quando os pistões se movimentam e giram um eixo chamado virabrequim, que leva a energia até o sistema de transmissão e pronto: as rodas começam a girar e o veículo vence a inércia!

Respiração

Outro ponto muito desconhecido das pessoas sobre os processos que movimentam um automóvel é que ele precisa obrigatoriamente de ar na sua mistura. Mas esse ar precisa ser puro, caso contrário o desempenho fica comprometido.

Por isso sua entrada se dá pelo filtro de ar, uma barreira que impede a entrada de impurezas e segue para os cilindros, possibilitando a “explosão” que impulsiona os pistões.

“Cérebro” do motor

Não é só o motorista que tem um cérebro: o motor também tem a sua versão! Nós vimos o conceito básico que faz com que os veículos se movam, mas é preciso que isso seja feito com o máximo de precisão e continuidade. Para isso existe um equipamento altamente inteligente: a central da injeção eletrônica. Ele controla a quantidade de combustível e ar que está sendo jogada no motor, de acordo com as necessidades do automóvel no momento.

Isso faz com que a mistura fique eficiente e que o carro não jogue gasolina fora e também deixa a relação ar/combustível exata: com ar demais, o motor perde performance. Com ar de menos, o consumo dispara.

Resfriamento

Se o motor não contasse com um dispositivo para resfriá-lo, certamente seu carro pegaria fogo. Todas essas reações que fazem o veículo se movimentar geram calor e por isso mesmo que existe o radiador. Ele é um dispositivo que troca esse aquecimento com o ar atmosférico e uma substância líquida (que pode ser água ou um aditivo).

O líquido em questão passa pelos pistões e depois de resfriá-los volta ao radiador para ter seu calor retirado para o meio externo e recomeça o ciclo.

Gases

A reação de queima de combustível é fundamental para entender como funciona um motor e por isso mesmo seu resultado final não pode ser desprezado. Ao mesmo tempo em que gera energia, diversos gases são produzidos e alguns são nocivos para o seu humano.

Por isso mesmo há um controle rígido para que eles não excedam um limite considerável razoável. Os principais são o nitrogênio e o vapor d’água, que são inofensivos e o perigoso monóxido de carbono, venenoso para os homens. Existe uma peça cuja função é exatamente reduzi-las: o catalisador.

Isso é tudo o que você precisava saber para entender como funciona um motor. Ficou com alguma dúvida? Tem uma sugestão? Então deixe seu comentário pra gente!