Blog da Orca

Cuidados com a embreagem: 5 erros que causam desgaste

Você conhece o funcionamento da embreagem do seu carro? Essa é uma peça vital para o veículo: caso haja algum problema com ela, você não só ficará algum tempo sem o seu carro, como também gastará um bom dinheiro na oficina.

A embreagem é a peça responsável por fazer a ligação entre o motor, o câmbio e os demais componentes do veículo. É por meio dela que a força do motor consegue ser transmitida para as rodas, fazendo o carro se movimentar a medida em que você pressiona o acelerador.

Na verdade, a embreagem é formada por um conjunto de três peças principais: o rolamento, o platô e o disco. Como está em constante funcionamento, ela também apresenta desgaste e precisa ser trocada a cada 50 mil km, aproximadamente.

Mas você pode prolongar a vida útil da embreagem do seu carro evitando cometer os seguintes erros que causam o desgaste prematuro do componente:

1. Segurar o carro com a embreagem

Sabe quando você para em um sinal de trânsito que fica em uma subida íngreme? Pois é, muitas pessoas preferem segurar o carro controlando a rotação do motor com a embreagem ao invés de pisar no freio. A desculpa usada é que, dessa forma, é mais fácil arrancar no momento em que o sinal abre.

Mas esse hábito faz com que a embreagem fique girando em falso sem que o carro esteja se movimentando. Se você fizer isso por muito tempo, certamente vai sentir um forte cheiro de queimado saindo do seu carro. É sinal de que a embreagem está indo embora e o seu dinheiro também.

2. Apoiar o pé esquerdo no pedal

Muitas pessoas nem percebem que fazem isso, mas é um hábito comum: quando o carro está em movimento, em vez de descansar o pé esquerdo no chão, o motorista mantém o pedal da embreagem levemente pressionado.

Por incrível que pareça, essa leve pressão é suficiente para separar o disco do platô, fazendo com que o primeiro gire em falso e fique lixando. Com isso, ele se desgasta mais rapidamente.

3. Arrancar em segunda marcha

O carro é projetado com um número e escalonamento de marchas necessário e suficiente para extrair todo o desempenho oferecido pelo motor. Por isso, você não precisa pular as marchas para poupar o conjunto.

Pelo contrário: quando você arranca em segunda marcha, por exemplo, a embreagem precisa trabalhar mais para colocar o carro na velocidade correta. Além de consumir mais combustível, você diminui a vida útil da peça de forma considerável.

4. Manobrar em subidas íngremes

Se você precisa estacionar em uma ladeira muito íngreme, talvez seja melhor procurar um lugar plano para parar e subir até o destino a pé.

Quando você força o motor em uma subida, quem precisa fazer o trabalho de sustentação do peso do carro é a embreagem, que vai durar muito menos do que você esperava.

5. Não pisar até o fundo quando trocar de marcha

Deixe de preguiça! Quando for trocar as marchas do seu carro, pise na embreagem até o fundo. Se você não fizer isso, além de diminuir a vida útil da própria embreagem, você ainda prejudica o câmbio do seu veículo, já que vai forçá-lo mais do que o necessário.

Pronto! Agora você já sabe o que fazer para evitar o desgaste da embreagem! Gostou dessas dicas? Então aproveite e aprenda também sobre como cuidar dos pneus e balanceamento do seu carro. Boa leitura!