Blog da Orca

O radiador do seu carro merece atenção!

Superaquecimento do motor não é nenhuma novidade para os motoristas dos grandes centros. Mas será que todos os proprietários — ou futuros motoristas — sabem da importância de se verificar constantemente o nível da água no radiador, ou quais cuidados tomar com a peça para que isso não aconteça?

No post de hoje, você vai entender melhor como funciona o radiador do carro e descobrir quais cuidados devem ser tomados preventivamente. Confira!

Qual a função do radiador?

O calor em excesso no motor costuma causar estragos. Em casos extremos, pode ocorrer a fusão de peças internas do carro. Para evitar isso, entra em cena o radiador, que atua esfriando o motor. O resfriamento feito por essa peça traz as condições ideais de temperatura para que a performance seja a melhor possível.

Como verificar o nível de água do radiador do carro?

Ao verificar o radiador, vê-se um reservatório, em geral feito de material plástico. Nessa parte da peça, basta observar as marcas de máximo e mínimo de água a constar no radiador do carro. Toda vez que for necessário, com o nível de água abaixo do mínimo, complete o reservatório até a marca superior.

Quais os cuidados mais importantes?

Existem formas simples de manter o bom funcionamento do seu veículo, entre elas estão ações preventivas envolvendo o radiador do carro. Vejamos algumas:

1. Verifique se a água do radiador não acaba muito rápido

Se você percebe que precisa completar o nível do radiador mais vezes que o comum, pode ser sinal de algum vazamento ou defeito. Nessas horas, leve o seu carro para checar qual o problema. É bom também certificar-se de que esteja colocando o líquido no lugar certo. Caso contrário, pode haver sérios riscos para seu automóvel.

2. Espere o carro esfriar para mexer no radiador

Se o seu carro está quente ou fervendo, não é a hora de mexer no radiador. Se precisar repor a água do reservatório, ou se o motor ferveu, desligue o carro e aguarde até que esteja totalmente frio. Para prevenir problemas, observe se há luzes vermelhas (ou ponteiro, dependendo do seu carro) no painel e verifique a possibilidade de altas temperaturas para voltar a colocar água no radiador.

3. Verifique o nível da água periodicamente

A melhor frequência para verificar o nível de água do radiador seria semanal. Mas, pode se estender a 15 dias. De qualquer forma, verificar a quantidade de líquido constante no radiador é a melhor forma de prevenção.

4. Não use água comum

A água do radiador não é a mesma que usamos no dia a dia, proveniente da torneira. Isso porque nela constam diversas outras substâncias, como cloro por exemplo. O mesmo acontece com a água mineral, que tem compostos que não devem entrar em contato com o radiador.

Por isso, é preciso usar a água deionizada, também chamada de “água de bateria”. Esse líquido é o certo para o radiador do carro porque, além de ser muito mais purificado, tem características anticorrosivas, o que é compatível para o contato com as áreas metálicas do interior de seu veículo.

5. Observe a cor do fluido

Em geral, o fluido assume a cor verde ou vermelha, dependendo do tipo de aditivo utilizado. Mas, se acontecer de aparecer um tom marrom, pode ser sinal de que alguma parte do sistema esteja se corroendo.

Nessa hora, busque imediatamente uma oficina para não sofrer maiores danos. Recomenda-se também a manutenção do fluido de dois em dois anos ou a cada 70 mil km rodados.

Como fazer um reparo em radiador?

Caso precise de um reparo nessa peça, é preciso saber de que tipo o radiador do carro é feito. Se for um carro antigo, com peças originais, em geral os radiadores são feitos em latão, com moldura de metal. Já os veículos modernos costumam apresentar peças menores, construídas com alumínio e plástico.

Em todo caso, para reparos é preciso contar com profissionais especializados para saber se há conserto ou se é necessária a troca.

Viu como a atenção ao radiador do carro pode prevenir muitos problemas? Para saber mais dicas para cuidar do seu automóvel, acompanhe nosso Facebook!