Blog da Orca

Pane elétrica no veículo: quais são as causas mais comuns

A pane elétrica no veículo é causada pela ausência de manutenção do alternador e de bateria ou pela sobrecarga do sistema, geralmente ocasionada por componentes eletrônicos instalados fora do projeto original, como câmeras de ré, alarmes, vidros e travas automáticas que não são peças da montadora.

O sinal mais comum do problema é a dificuldade para dar partida no automóvel, mas o mau funcionamento de rádio, painel e faróis também são alguns dos sintomas.

Para que você não passe por um problema desse tipo — que pode colocar a sua vida, de seus passageiros e, inclusive, de outros automóveis e pessoas que estão circulando na estrada em risco —, selecionamos, neste post, as principais causas de pane, como evitá-las e o que fazer se algumas delas já tiverem acontecido. Boa leitura!

Combustível

A utilização de combustível de má qualidade pode fazer com que o veículo pare, pois as impurezas podem obstruir os injetores e impedir a injeção de gasolina na câmara. Caso isso aconteça, será necessário fazer a higienização dos bicos, feita por mecânicos qualificados.

Portanto, procure abastecer sempre em postos de confiança para não passar por esse tipo de problema.

Superaquecimento

O superaquecimento tem um sintoma distinto: fumaça. Caso seu veículo pare de funcionar e, logo após, surja uma enorme quantidade de fumaça, o problema é a temperatura do motor.

Aguarde o mesmo esfriar e adicione água até completar o nível indicado. Verifique também se existe vazamento no reservatório e se a tampa do mesmo está em boas condições de vedação.

Injeção eletrônica

Para identificar falhas com injeção eletrônica, basta verificar se o motor continua funcionando quando a luz está acesa. No entanto, se a luz acendeu e o carro morreu, significa que o sistema elétrico está com sérios problemas. Nesse caso, não tente mexer em nada. Somente uma concessionária ou um bom mecânico pode solucionar esse tipo de defeito.

Bateria

Se o ícone da bateria no painel estiver iluminado, o defeito pode vir tanto da mesma quanto do alternador, que pode estar com falhas ou quebrado. Com defeito, o alternador não reabastece a bateria, fazendo com que a energia seja consumida até o fim sem a reposição da carga. Isso pode ser resolvido ao recarregar ou substituir a bateria.

Bobina

A bobina é encarregada por gerar altas tensões que causam faísca nas velas. Ela pode superaquecer de repente, parando de gerar a energia necessária. Isso atrapalha o funcionamento do veículo.

O recomendado é aguardar ela esfriar e dar partida após dez minutos, no mínimo. Essa medida, no entanto, é emergencial. Assim que possível, vá até uma oficina elétrica para resolver o problema.

Bomba de combustível

Ocasionalmente, a bomba de combustível pode falhar e não conseguir transportar o álcool ou gasolina na pressão ideal pelo motor. Nesse caso, ela deve ser trocada. O processo é rápido e pode ser realizado em uma oficina especializada.

Dicas sobre o que fazer quando der pane elétrica no veículo

Mantenha a calma e ligue o pisca alerta

A primeira coisa a ser feita é manter a calma e ligar o pisca alerta para indicar para os outros condutores que o seu veículo não está funcionando. Depois, leve o mesmo para o acostamento ou para a faixa da direita, tomando muita cautela principalmente nas estradas mais movimentadas.

Chame o socorro fora do carro

Pode até ser mais cômodo aguardar pelo socorro dentro do carro, ouvindo música, mas não é nada prudente. O mais indicado é afastar-se do automóvel (de preferência em algum abrigo) e contatar o serviço de socorro da própria rodovia ou a seguradora. Nunca tente consertar o problema sozinho para evitar qualquer tipo de acidente.

Esperamos que as causas mais comuns de pane elétrica no veículo informadas ao longo deste post tenham ajudado a compreender um pouco mais sobre este assunto e como resolvê-lo da melhor forma.

Aproveite a oportunidade e siga nosso Facebook para ficar por dentro de nossas novidades. Até a próxima!