Blog da Orca

Qual a melhor forma de fazer o rodízio de pneus?

Certamente você já deve ter ouvido falar sobre o rodízio de pneus, principalmente nos informativos sobre a durabilidade do produto e nos centros automotivos. O rodízio tem como objetivo equilibrar os desgastes dos pneus dianteiros e traseiros, a fim de proporcionar o aumento da vida útil e garantir uma boa estabilidade nas freadas e curvas.

Esse desgaste se dá naturalmente conforme a quilometragem rodada do veículo, visto que quanto mais ele anda, ocorre o aumento dos gastos dos pneus. No entanto, esse assunto ainda gera muitas dúvidas, pois muitos condutores são sabem ao certo a melhor forma que esse procedimento deve ser feito.

Por isso, neste artigo vamos esclarecer a importância do rodízio dos pneus e como ele deve ser feito. Continue lendo e confira!

Por que fazer o rodízio de pneus?

Tanto os pneus traseiros quanto os dianteiros tendem a se desgastar de maneiras diferentes. Isso acontece devido ao peso do motor estar localizado na parte da frente do veículo, então ele carrega mais carga. Consequentemente, os pneus dianteiros sofrem um desgaste mais rápido e muito maior do que os traseiros.

Além disso, a forma como dirigimos também contribui diretamente para um aumento dos desgastes. Altas velocidades, trepidações e conversões, interferem na carga que é colocada no pneu, e após alguns milhares de quilômetros percorridos essa condição pode ser facilmente percebida.

Dessa forma, o rodízio de pneus e as alterações de posição são importantes para tornar uniforme esse padrão de desgastes que são naturalmente sofridos com o tempo. Assim, além de prolongar a vida útil dos pneus, esse procedimento melhora a dirigibilidade, frenagem e ainda ajuda a reduzir o consumo de combustível.

Quando deve ser realizado o rodízio de pneus?

Em geral, a recomendação é que o rodízio seja feito entre 5 a 10 mil quilômetros rodados. Contudo, esse procedimento varia de acordo com o veículo e o tipo de pneu. Nesse caso, o ideal é conferir sempre o que está estabelecido no manual do proprietário para evitar possíveis erros.

Como fazer o rodízio de pneus da forma correta?

Após a quilometragem atingida e a verificação da especificação técnica, os pneus traseiros devem ser trocados com os dianteiros. No entanto, cada modelo exige um cuidado especial no momento da substituição, pois é preciso analisar a tração do veículo, como:

Tração traseira

Nesse caso, os pneus traseiros devem ser transferidos para frente em linha reta, enquanto os dianteiros são levados para trás de maneira cruzada.

Tração 4×4

Na tração inteira, isto é, 4×4, o rodízio deve ser feito nos quatros pneus e sempre em X.

Tração dianteira

Quando a tração é dianteira, os pneus traseiros devem ir para frente, mas de maneira cruzada, e os dianteiros vão para trás em linha reta.

Vale ressaltar que os pneus unidirecionais devem ser trocados sempre em linha reta, ou seja, os da frente vão para trás e vice-versa. Além disso, depois de realizar o rodízio de pneus é importante fazer o balanceamento e a alinhamento, e ainda calibrar corretamente a pressão.

Assim, é possível garantir o aumento da vida útil dos pneus, uma maior estabilidade direcional do automóvel e, principalmente manter a segurança do motorista e de seus passageiros.

E você, gostou deste post sobre como fazer o rodízio de pneus? Então siga-nos no Facebook e Instagram, e fique por dentro das principais novidades!