Blog da Orca

Quando devo lavar o motor do meu carro?

Você é mais um aficionado por automóveis que não passa um fim de semana sem dar aquele trato na sua máquina e não se conforma em deixar de fora da mira do jato da mangueira tudo o que há por baixo do capô? Cuidado: sem saber, você pode danificar componentes eletrônicos importantes (como, por exemplo, a injeção), que foram fabricados para ficarem longe do contato com água! Portanto, não se espante se depois de uma boa ducha no motor, o seu carango simplesmente não ligar.

Fique ligado nas dicas sobre quando a lavagem do motor é recomendada e quais cuidados você deve tomar para deixar a parte mais vital do seu carro tinindo até debaixo d’água. Acompanhe o nosso artigo!

Quando não lavar o motor

Mecânicos recomendam que o motor, de preferência, nunca seja lavado, já que a própria sujeira do ambiente acaba servindo como outra camada de proteção para os componentes. A indústria automobilística se renova constantemente e hoje é quase impossível encontrar modelos que não possuam itens eletrônicos acoplados ao motor. Cá entre nós, não é preciso ser nenhum especialista para entender que água e eletrônicos não combinam, concorda? Em casos extremos, o contato com a água pode levar a pane no sistema elétrico, impedindo que o carro dê a partida.

Quando lavar o motor

Se você mora em cidades litorâneas, provavelmente já deve ter dirigido próximo da praia, ou, pelo menos, exposto seu carro aos efeitos da chamada maresia. O acúmulo de areia no motor do carro é altamente prejudicial, podendo vir até a fundi-lo se a areia invadir o reservatório de óleo. Essa substância agride diretamente as partes metálicas e móveis do motor, o que pode travá-lo. Já a maresia enferruja não só a lataria, mas a mecânica do veículo. A água salgada do mar corrói a suspensão, o estabilizador e todos itens compostos de ferro. Além disso, faz com que o escapamento apodreça e provoca danos ao amortecedor do carro.

Se você tem costume de pegar a estrada, e, principalmente, se a estrada for de terra, seu carro também pode ser um forte candidato a ter o motor higienizado. Tal como a areia, excesso de lama e terra agridem o motor, comprometendo o funcionamento do veículo. Logo, se seu carro é o seu companheiro ideal de aventuras na areia, na lama e na chuva, trate de levá-lo a uma oficina de limpeza especializada, certo?

Quais cuidados tomar ao lavar o motor

O melhor a se fazer no caso de um motor “à milanesa” é procurar uma oficina especializada para realizar a limpeza, pois nesses estabelecimentos eles possuem os produtos químicos adequados, como shampoos especiais, além de dominarem as técnicas de lavagem apropriadas para não afetar o desempenho dos componentes eletrônicos.

Mas se apesar de todas as recomendações, você não resistiu e quer fazer a lavagem por conta própria, lembre-se de evitar os jatos d’água diretamente sobre o revestimento da tampa do motor e optar por um pano úmido e silicone para dar aquela impressão de que ele está realmente limpo!

E então, seu motor já está dando sinais de que precisa ser limpo? Você conhece alguma outra dica fora as que listamos neste post? Compartilhe com a gente através dos comentários!