Blog da Orca

Revisão do carro: 6 coisas que você tem que observar

A rotina corrida de boa parte das pessoas faz com que uma manutenção adequada de seus automóveis seja prorrogada ou até mesmo deixada de lado por falta de tempo. Porém, estar com a parte mecânica do veículo em dia é fundamental para evitar problemas e aumentar a segurança dos ocupantes.

Confira alguns aspectos e itens que devem ser observados durante a revisão do carro:

Por fora

Junto com seu mecânico, verifique o estado da lataria, se ela apresenta arranhões ou amassados, a condição dos espelhos retrovisores, se há trincas, arranhões nos vidros e nas carcaças de faróis e lanternas. Observe também se os sulcos dos pneus atingiram ou se estão próximos de atingir a marca indicadora de desgaste da banda de rodagem.

Por baixo

As partes que estão conectadas sob o automóvel podem ser analisadas com maior rigor quando ele estiver suspenso num elevador automotivo, por exemplo. Elementos do sistema de direção, da suspensão — como bandejas, buchas e pivôs —, e do sistema de escapamento são alguns dos itens que devem ser observados quando se faz a revisão do carro.

Além desses detalhes, alguns ruídos e vazamentos podem ser identificados de forma mais precisa quando o veículo está no alto.

Correia dentada

Sempre que solicitar uma revisão no veículo peça para que o mecânico observe o estado da correia dentada. Ela é essencial para o funcionamento harmônico dos pistões e das válvulas do motor.

A troca é recomendada a cada 50.000 km, a cada três anos, ou o que vier primeiro. Porém, a observação do estado da peça é importante para verificar rachaduras entre outros danos, já que, em caso de rompimento, ela pode danificar inteiramente o motor do seu carro.

Parte elétrica

Verifique o estado da bateria e observe as luzes que se acendem no painel do veículo para identificar se o sistema apresenta um funcionamento normal. Confira também o motor de arranque, o alternador, e observe a condição de fusíveis e a situação das lâmpadas de faróis, das luzes de freios, de seta e da marcha a ré.

Filtros

Observe o período recomendado para a troca de elementos filtrantes de ar, motor e de combustível no manual do proprietário e peça a troca desses elementos, caso necessário. Problemas de injeção e de lubrificação podem ser minimizados com o uso correto dos filtros. Dependendo do uso do carro, a troca desses itens pode ser estendida ou antecipada.

Freios

Ao chegar com o carro na oficina, verifique a espessura das pastilhas, dos discos e das lonas de freio, além da regulagem do freio de estacionamento. Além desses itens, que ficam sob as rodas, é necessário sempre observar sob o capô o estado do reservatório e a quantidade de fluido de freio que existe dentro dele. Se o carro tiver algum problema com os freios, apresente para o mecânico alguns sintomas, como trepidação, barulho excessivo, perda de eficiência ou dificuldade de acionamento, que poderá facilitar o diagnóstico.

Caso você compre um carro sem saber os hábitos do último proprietário, fique ainda mais atento em relação a esses itens e realize a troca de alguns deles se necessário. Siga essas dicas para manter o seu carro sempre em ordem!

Ainda tem dúvidas ou outras informações para compartilhar? Deixe seu comentário no post!