Blog da Orca

Vai comprar um carro com câmbio automático? Veja 5 dúvidas respondidas!

Muitos brasileiros estão adaptados aos carros com câmbio manual, afinal, desde o lançamento dos primeiros modelos esse sistema de transmissão é utilizado. Quando o assunto são os automáticos é que surgem as dúvidas e preocupações, mesmo com o aumento crescente de exemplares que dispensam o pedal de embreagem.

Ao contrário do que se costuma pensar, esse tipo de transmissão não foi inventado recentemente. Desde os anos 40, quando passou a ser utilizado, ele vem conquistando os fabricantes e motoristas. Talvez ainda seja cedo para afirmar que ele representa o futuro do setor automobilístico, mas o fato é que o desenvolvimento tecnológico tem proporcionado aos condutores novas experiências de direção.

E você? Considerando a possibilidade de investir em um carro com câmbio automático? Confira o artigo com as respostas para as principais dúvidas sobre o assunto!

1. O que é câmbio automático?

É um sistema de troca de marchas que substitui as tradicionais engrenagens, alavancas e a embreagem do câmbio manual por peças desenvolvidas para exigir o mínimo de atuação do motorista. Composto por dispositivos eletroeletrônicos, pacotes de discos, conversor de torque e pressão hidráulica, o câmbio automático seleciona as marchas a partir da relação entre a rotação do motor e a velocidade do carro.

É preciso ficar atento. Além do câmbio automático, existem também o câmbio automatizado — com embreagem simples ou dupla — e o CVT (Continuously Variable Transmission). É muito importante que você saiba as diferenças antes de escolher o seu novo companheiro de rodagem, pois cada tipo tem suas particularidades.

2. Como ele funciona?

A rotação do motor é transmitida a uma placa de transferência interligada ao restante do conjunto. Esse sistema é formado por engrenagens (chamadas de planetárias) de diferentes tamanhos que ficam sempre interligadas. Portanto, cada marcha dependerá da ordem dessa ligação. Assim como no sistema manual, os fluidos são necessários. O conversor de torque trabalha com uma bomba, dispensando o líquido no sistema. Já o estator direciona os movimentos hidráulicos enquanto a turbina é banhada no óleo.

Para o motorista, o formato de direção é alterado, já que a tradicional alavanca de marchas não existe nesse tipo de câmbio. As marchas passam a ser caracterizadas por letras no interior do veículo. Mas não se assuste! Com um pouco de conhecimento e treino, você consegue dominar essa tecnologia rapidamente!

3. Câmbio automático vale a pena?

Descobrir se vale a pena depende do seu perfil e da disponibilidade de investimento. Carros com esse tipo de câmbio custam um pouco mais. Há quem reclame da manutenção ou do consumo. Porém, são muitas as vantagens oferecidas. Os custos dos reparos e o gasto com gasolina também já estão se aproximando do ideal nos modelos novos.

Para aqueles que buscam a direção esportiva o câmbio automático já não é problema. Diversas versões oferecem o sistema paddle shift (câmbio borboleta). Nele é possível realizar a troca de marchas utilizando alavancas posicionadas atrás do volante. Na dúvida, visite a concessionária e faça um Test Drive, além de pesquisar bastante e conversar com os especialistas.

4. Quais são as vantagens?

Entre as vantagens dos modelos automáticos estão o conforto, a praticidade e a facilidade da direção. Aqueles “trancos” comuns durante a troca de marcha praticamente não existem. Por vezes, as mudanças não são notadas pelo motorista, e o avanço das marchas ocorre sempre na rotação ideal do motor.

Os motoristas desses carros contam com a praticidade e não apresentam o cansaço elevado que resulta do “pisa na embreagem, troca de marcha” — principalmente nas cidades, onde a frota de veículos é elevada e as paradas sucessivas.

5. Quais problemas ele pode ter?

Esse sistema eletrônico de transmissão também apresenta pontos negativos. O principal deles diz respeito aos reparos e à manutenção, já que o custo é elevado quando comparado ao manual. Entretanto, vale dizer que o reparo do câmbio automático é menos frequente, e uma boa manutenção preventiva é capaz de fazê-lo durar de forma surpreendente.

Principais questionamentos respondidos, não é mesmo? Lembre-se que para ter sucesso com o carro é indispensável que a compra e a manutenção sejam realizadas em uma loja especializada. Ainda está com dúvidas? Entre em contato conosco, afinal, somos os primeiros quando o assunto é câmbio automático!