Blog da Orca

Você gosta de película automotiva? Confira o que é permitido

Variados motivos podem levar à instalação da película automotiva. Algumas pessoas escolhem o acessório em razão da proteção solar, outras para aumentar a segurança e a privacidade. Há também quem instale o acessório para alterar esteticamente o carro.

Qualquer um dos motivos é válido, desde que siga os parâmetros determinados pela lei. Se você gosta ou está interessado em saber mais sobre a película, confira as super dicas que separamos para você!

O que é a película automotiva?

Conhecida popularmente como insulfilm – devido a difusão de uma marca – a película é um revestimento adesivo muito fino de poliéster (plástico) coberto por uma camada quase invisível de metal.

Além de muito utilizada nos carros, a película também pode ser aplicada nos vidros das residências e nos para-brisas (bolhas) das motocicletas. Existem películas com transparências e cores diversas. As colorações mais utilizadas são grafite, preto esverdeado e preto.

Quais são os tipos de película?

As películas podem mudar de acordo com o nível de transparência (daí as classificações em G5, G20, G35 etc), espessura, função e cor. Atualmente, várias marcas estão disponíveis no mercado. Podemos classificá-las da seguinte forma: “básica”, “avançada” e de “segurança”:

  • básica: fabricação e qualidade “simples”, cores variadas e transparência geralmente entre 5% e 35%;
  • avançada: produção refinada, qualidade superior à básica, melhor proteção e transparência normalmente entre 5% e 50%;
  • segurança: confecção semelhante à básica, lâmina mais espessa quando comparada às outras e transparência entre 5% e 35%.

Quais as funções da película automotiva?

A película automotiva geralmente é usada para propiciar conforto térmico aos ocupantes do carro. Ao refletir a luz solar, ela retira a intensidade dos raios ultravioleta, diminuindo a incidência de luz e calor no interior do veículo.

Com a instalação da película, torna-se possível também reduzir o uso do ar-condicionado e preservar o interior do automóvel, já que a incidência de calor no painel, volante e demais componentes é reduzida.

Outro fator diz respeito à privacidade e à segurança. A película dificulta a visibilidade do interior do carro, o que confere aos seus ocupantes (e aos pertences deixados no carro) maior privacidade e discrição. Já a película de segurança evita o estilhaçamento dos vidros no caso de acidente ou vandalismo.

Lembre-se que instalar uma película de segurança não é o mesmo que blindar o vidro! Além disso, há também a função estética, muito apreciada por aqueles que gostam dos vidros escuros.

O que diz a legislação?

As regras foram criadas para propiciar segurança aos ocupantes do carro. Portanto, ao descumpri-las, você corre riscos de se complicar junto aos órgãos de trânsito. A legislação proíbe o uso de películas espelhadas e do G5 nos veículos, já que elas não oferecem a visibilidade necessária e refletem impropriamente a iluminação externa.

Segundo o CONTRAN (artigos 3, 111 e 230 da resolução 254), a transparência mínima da película do para-brisa deve ser de 75%. Os vidros laterais dianteiros devem receber lâminas com 70% de transparência, enquanto nos demais a transparência pode ser de 28%. Atenção: o uso inadequado da película caracteriza infração grave, ou seja, multa de R$ 127,69 e cinco pontos na CNH.

Qual o valor da instalação?

Alguns profissionais retiram os vidros, entretanto esse não costuma ser o procedimento padrão. Após a limpeza minuciosa dos vidros, o profissional da concessionária corta a película nas medidas necessárias, chancela com as especificações do material e realiza a aplicação.

Utilizando ferramentas próprias, ele retira as imperfeições e bolhas, colando o filme ao vidro. O tempo de instalação e o valor dependem do material escolhido, do modelo do carro e das habilidades do profissional. O mesmo vale para o investimento, que varia de R$ 150 a R$ 900.

Concluída a instalação, só é possível abrir os vidros após o período estipulado. Evite limpá-los com produtos abrasivos (use um pano macio, detergente ou shampoo neutro) e dê preferência ao início da manhã ou ao final da tarde para evitar o estresse térmico. Realize a limpeza sempre que necessário e não aplique adesivos sobre a película.

Prontinho! Agora você já sabe o que é a película automotiva e o que lei permite. Deixe seu comentário: será um prazer descobrir o que você achou do nosso artigo!