Blog da Orca

Você sabe quando deve fazer a revisão do seu carro? Veja!

Nada melhor do que um carro funcionando perfeitamente, não é? Para isso, o comportamento do proprietário é determinante e os cuidados vão além da forma como o carro é conduzido. É preciso realizar a revisão do carro na concessionária, pois só assim o possante estará apto a enfrentar qualquer desafio.

Você já sabe quando deve fazer essa revisão? Descubra a importância dela, o momento ideal de realizá-la, a média de valores e muito mais neste post!

Importância da revisão

Tanto os carros novos quanto os seminovos precisam de revisão. Os carros adquiridos sem uso precisam realizar as revisões na concessionária para atestar a garantia e averiguar se há ocorrência de desgaste prematuro das peças. A manutenção realizada pela rede autorizada assegura a qualidade do serviço e das peças substituídas.

Já os seminovos devem ser revisados para a substituição dos itens que sofreram desgaste com o tempo e com a quilometragem. Mesmo os carros que trafegam pouco precisam ser verificados, pois diversas peças de borracha, como as correias e bucha, sofrem ressecamentos e rachaduras — o que compromete o desempenho e a segurança.

Vantagens da manutenção

Ao executar a revisão do veículo, você saberá exatamente o estado em que ele se encontra e isso faz a diferença na hora de pegar a estrada, utilizá-lo no cotidiano ou em uma emergência. Atualmente, as concessionárias oferecem agendamentos para as revisões e serviços adequados ao perfil de cada motorista.  

Outra vantagem da revisão é o planejamento financeiro. Com a inclusão das revisões no orçamento com antecedência, você cuida da saúde financeira e evita gastos desnecessários. Faça a manutenção preventiva, pois os reparos realizados após a apresentação de defeitos possuem um valor elevado em relação à revisão.

Além disso, as revisões feitas pela autorizada agregam valor e facilitam a venda. Oferecer ao comprador um produto cuja procedência e o funcionamento estão de acordo com a montadora é um diferencial. Solicite que o manual seja carimbado e guarde os comprovantes dos investimentos que realizou.

Momento de fazer a revisão do carro

A revisão deve ser realizada de acordo com diversos fatores. Primeiramente, verifique o que diz o manual e consulte um especialista, se for necessário. Os itens verificados e/ou substituídos dependerão do ano de fabricação, da quilometragem, das condições e até do uso do carro. Geralmente, as manutenções devem ocorrer a cada 6 meses ou a cada 10 mil quilômetros rodados.

O proprietário deve se manter atento aos sinais do carro. Mesmo com as revisões, pode ser que algum defeito apareça em decorrência dos buracos, de combustível de má qualidade e do uso severo. Caso o carro apresente ruídos, “trancos” ou “falhas”, consulte um mecânico.

Itens verificados

Ninguém conhece melhor o carro do que o motorista. Na hora da revisão, solicite atenção especial aos componentes que desejar. Entre os itens que precisam ser conferidos, estão:

  • amortecedores, coxins, bieletas, alinhamento, balanceamento, rodas e pneus;
  • discos dos freios, pastilhas, pinças, cilindros, reservatório, condutores e fluído;
  • óleo do motor, filtros, correias, engrenagens, velas de ignição, cabos, sistema de arrefecimento, além da ocorrência de vazamentos.

Além desses itens, a revisão passa também pela bateria, ar-condicionado, direção hidráulica, sistema de iluminação e injeção eletrônica. O carro funciona de maneira integrada e, por isso, uma peça estragada pode danificar outras e causar tanto uma reação em cadeia quanto a queda do desempenho.

Média de valores

Os valores da revisão dependem do modelo, da quilometragem e dos componentes a serem substituídos. Em média, é possível dizer que o gasto varia entre R$ 200 e R$ 900. A revisão de um 1.0 com 10 mil quilômetros, por exemplo, pode custar cerca de R$ 250, enquanto a de um 1.4 com 60 mil, aproximadamente R$ 900. O valor é sempre compatível às características do carro.

Mas, lembre-se de que o proprietário é sempre o maior responsável pelos cuidados e pela primeira — e mais básica — revisão do carro. É preciso calibrar os pneus regularmente e trocar o óleo e os filtros de acordo com as especificações do manual. A estética também é importante, mas deixar para arrumar tudo de uma vez pode sair caro.

E aí, gostou do post? Então curta nossa página no Facebook e receba conteúdo diretamente no seu feed de notícias!