Telefones

Created by Susannanovafrom the Noun Project

Orca Gama

Quadra 01 Nº 940 Loja 02 - Setor Industrial - Em frente ao Corpo de Bombeiros

Orca Taguatinga

QS. 01 - Rua 212 - Lotes 21 St. de Concessionárias

Agendamento de serviços

(61) 4042-1391

Peças e acessórios

(61) 2106-6001

Vendas Especiais

(61) 2106-6010

Geral Concessionária

(61) 2106-6000

Home Blog

Blog Jorlan

Dicas

Você só tem uma chance: saiba como dirigir um carro em situações adversas

O Brasil contabiliza mais de 30 mil mortes por ano em acidentes de trânsito, e a maioria desses acidentes é causada pela falta de atenção do condutor. Fatores como o uso de álcool e entorpecentes, sonolência, imprudência e ultrapassagem indevida também são culpados.

Nesse contexto, a condução defensiva mostra-se uma forma de dirigir com segurança. Quando o motorista fica atento a seus movimentos — e também ao que acontece ao seu redor —, é mais fácil reagir a tempo e evitar acidentes graves e, até mesmo, fatais.

Pensando nisso, no post de hoje, apresentamos dicas de como dirigir um carro em situações adversas. Continue a leitura, aprenda a reconhecer situações de perigo e fique de fora do índice de acidentes de trânsito!


Aquaplanagem
Muitas vezes, ao passar pelo asfalto molhado, o carro parece deslizar sem que o condutor tenha controle sobre ele. Isso acontece porque, quando o veículo passa por uma rua cheia de água, tende a empurrá-la e formar uma onda. Quando a pressão do pneu é menor que a pressão da água, o carro não consegue empurrar — e, assim, forma-se uma camada de água embaixo do pneu. Isso causa os pneus a perderem o contato com o solo por alguns segundos — o que faz com que a direção fique leve, tornando o trajeto difícil e perigoso.

Para evitar esse efeito, é importante verificar se os pneus estão calibrados e se a pressão está correta — assim como manter a manutenção e a troca em dia. Estima-se que a chance de sofrer aquaplanagem aumenta significativamente se o pneu estiver com a pressão 30% abaixo do indicado pelo fabricante, ou se estiverem demasiadamente gastos.

Outra dica valiosa é diminuir a velocidade quando avistar grande quantidade de água na estrada, ou estiver chovendo. A velocidade alta aumenta as chances de sofrer aquaplanagem, pois fica mais difícil controlar o carro.

Condições climáticas desfavoráveis
Na estrada, podemos nos deparar com grandes tempestades, chuvas de granizo, tempestades de areia e de vento ou neblina. Nessas situações, a visibilidade fica precária — e, para evitar acidentes, a dica é diminuir a velocidade e seguir a sinalização corretamente.

Como dirigir um carro em uma situação climática extremamente tensa? O melhor a fazer é estacionar o carro e esperar as condições melhorarem para seguir viagem. Não arrisque a sua vida e a de seus passageiros por pressa — seja cauteloso!

Engavetamentos
Engavetamento é o nome dado a um acidente de trânsito que envolve vários veículos de uma só vez. Ele acontece quando o motorista não mantém uma distância segura do carro à sua frente, ou por uma distração como atender o telefone e mexer no som. O motorista acaba colidindo seu veículo na traseira de um carro — que, com o impacto, também bate na traseira do que está à sua frente. Quando o freio é acionado, ele não para imediatamente: quanto maior a velocidade, maior o tempo necessário para que o veículo desacelere.

Para evitar a colisão, mantenha distância entre o seu carro e o da frente, para que seja possível frear. Observe, também, se o veículo que vem atrás do seu mantém uma distância segura. A dica mais valiosa para evitar um engavetamento é estar atento e sóbrio!

Alta velocidade em curvas
As precárias condições de nossas estradas não contribuem em nada para a segurança dos motoristas e passageiros. No entanto, o excesso de velocidade é a causa de muitos acidentes que poderiam ser evitados em velocidades mais baixas. Ao entrar em uma curva com alta velocidade, o motorista pode perder o controle e não dar conta de fazê-la.

Frear durante a curva também é perigoso, pois pode travar as rodas ou tirar o automóvel da faixa de rolamento. A primeira dica é frear antes de entrar na curva. Se precisar frear, pise levemente no pedal — do contrário, o pneu perde a aderência com o solo. A posição das mãos também é relevante na estrada: quando a curva for para a direita, é importante que a mão direita fique na parte superior do volante, servindo de alavanca para o movimento.

Aprendeu o que fazer em situações de perigo no trânsito? Deixe um comentário no post contando as suas experiências e suas dicas!

Compartilhe essa notícia

Voltar

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba em primeira mão as melhores ofertas!

Envie uma mensagem pra gente

Adicione nosso número

(61) 4000-1618

Adicionamos você também